terça-feira, 6 de setembro de 2011

EXTRA: Comentários Pós beta weekend

Posted by Darlan Lira On 16:56 5 comentários


"Star Wars: The Old Republic é um verdadeiro MMORPG e vem para marcar um antes e um depois dos RPGs dentro dos MMOs."

 Pessoal,

Na nossa busca infindável por informações sobre o jogo que mais promete na atualidade, encontramos a opnião de um brasileiro, que teve a sorte de ser chamado para o beta weekend, no forum do arenammo, segue abaixo a opnião do Fullmetal sobre a  curta experiência .

" Bioware é uma empresa conhecida pela criação das melhores historias, dos melhores RPGs, não apenas com as series Baldur´s Gate, Tor, Neverwinter, mas também por criações mais recentes como os premiados Dragon Age e Mass Effect. Quando Bioware anunciou sua entrada no mundo dos MMOs uma coisa era certa, eles poderiam revolucionar a forma como um MMO era narrado a seus jogadores, eles poderiam trazer todas as riquezas “rpgistas” dos seus jogos para o mundo dos jogos massivos online.

Como revolucionar no quesito RPG sem perder o lado MMO?

Para a comunidade de jogadores de MMOs sempre existia um medo provável; essa forma da Bioware contar historias poderia acabar com o lado MMO de um MMORPG, e transformar o jogo em um RPG Online. E esse sem duvida era meu maior receio antes de testar SWTOR. Hoje, depois de três dias de uma agradável estancia na Galáxia, posso afirmar uma coisa sem medo; A Bioware realmente conseguiu revolucionar em termos de RPG sem perder aquela imersão de que realmente se está em um mundo massivo. Mas como?

Pois bem, todo RPG precisa obrigatoriamente de uma boa narrativa, para você fazer uma boa narrativa em um MMO você precisa obrigatoriamente do uso, de vez em quando, de algumas instances para uso exclusivo do seu personagem e onde nenhum outro jogador possa de forma alguma interferir nesse momento, e estas áreas são chamadas de Story quests, agora, já vimos algo parecido no Age of Conan, ele usava muito desse recurso para a narrativa dele, mas a forma como a Funcom fez gerou um grande problema, acabou com a imersão, com aquela sensação de que realmente se fazia parte de um mundo, e tudo por causa dos loadings que tinham entre a área massiva e a área da historia pessoal. E ai é onde a Bioware soube revolucionar. Para explicar isso eu vou dar um exemplo simples; estou numa cidadezinha inicial, e nessa cidade tem varias casas, dentro de uma delas tem minha story quest, eu entro na casa e para minha surpresa não tem loading algum, mesmo sendo uma instancia só para minha narrativa. E seu eu virar meu personagem e olhar pelo lugar onde eu entrei eu vejo a parte de fora da cidade, e o mais importante, eu vejo os jogadores passeando normal pela cidade como se eu não tivesse entrado em uma instance. E isso foi o grande acerto da Bioware, pois temos um MMO mais RPG do que nunca, com a melhor narrativa já vista no gênero e sem perder o lado massivo obrigatório.

A Narrativa e suas missões

A narrativa de SWTOR é realmente impressionante, você fica vidrado nos diálogos, nas cinemáticas, nas vozes dos personagens, é tudo muito imersivo, e tudo contado daquele jeito de Bioware contar as coisas, seu personagem interage com os NPCs de uma forma nunca antes vista e seu personagem tem opções na sua própria historia, tudo que você dizer pode influenciar no rumo das suas missões e dos outros NPCs e/ou Companions, as suas escolhas vão influenciar nos sentimentos e afinidades que os Companions têm por você, e não apenas pode influenciar sua afinidade com os personagens não jogáveis como também o faz com os outros jogadores ao seu redor.

As missões são muito interessantes, mas existem muitas missões como nos outros MMOs, mate X, vá para determinado lugar, etc... Mas só pelo fato da boa narrativa você acaba sabendo que está fazendo isso por algum motivo maior, não se sente como nos outros MMOs onde está fazendo isso de forma automatizada sem nem saber por que motivo.

Absolutamente todas as falas com NPCs são em formato cinemática, e todas faladas, e todas com escolhas nas suas respostas. Aqueles que não entendem bem inglês estão frente a um jogo que realmente empolga para aprender inglês, não vai ser a mesma coisa jogar SWTOR entendendo a narrativa do que sem entender, mas aqueles que não entendem podem perfeitamente continuar jogando como qualquer outro MMO, pois as missões ficam arquivadas no quest log e marcadas no mini-mapa, agora uma coisa é certa, não vai ser a mesma experiência, sem a forma narrativa SWTOR se torna um MMO mais comum.

Star Wars The Old Republic é um MMO clássico

Apesar da revolução no lado RPG e na sua narrativa, SWTOR continua sendo um MMO classico que bebe da mesma fonte que World of Warcraft e que o mesmo também bebeu da fonte do EverQuest.

A jogabilidade é a de sempre, isto não quer dizer que seja ruim, pra mim pessoalmente é um ponto positivo, pois não gosto da jogabilidade de FPS ou TPS dentro de um MMO, nesse aspecto sou uma pessoa de gosto muito clássico, dar target e apertar os botões 1,2,3. E não adianta discutir se isso é melhor ou pior, a jogabilidade clássica sempre terá um lado mais RPG e a jogabilidade FPS ou TPS sempre terá um lado mais Action, mas aqui estamos frente a um vedadeiro MMORPG clássico e não frente a um MMOFPS ou MMOAction.

Mesmo tendo uma jogabilidade clássica, a mesma é enriquecida por dois motivos, o primeiro deles é a falta de auto ataque, o que acaba dando para o combate clássico um pouco mais de ação, e o segundo motivo é a qualidade das animações que fazem com que visualmente o jogo pareça um jogo de ação.

As Classes

Para começar neste ponto gostaria de ressaltar o seguinte, na minha opinião a forma como a Bioware apresentou as classes pode levar as pessoas a achar que o jogo tem poucas opções, sim realmente vendo o site do jogo você acha que tem apenas 4 classes para cada lado, e realmente começa ate level 10 sendo apenas 4 classes, mas depois do lvl 10 se abrem as opções de advanced class, e cada classe se transforma em 2 classes, a questão é que entre duas advanced class da mesma classe a diferença é muito mas muito grande, são classes completamente diferentes, e cada uma com duas arvores de talentos diferentes e uma compartilhada. E dependendo em que arvore de talentos você se forcar a mudança também é muito grande, do mesmo nível que as diferenças de arvore de talentos do WoW.

Então esqueçam as 4 classes iniciais, pois as verdadeiras classes são as advanced class, onde temos 8 completamente diferentes para cada lado.

Uma dica que já aproveito para dar para tudo mundo, não se deixem levar pelo lado Jedi ou Sith da coisa, todas as classes são igualmente interessantes e poderosas, procure o que mais se adapta ao seu estilo de jogo, não jogue de jedi ou sith por serem o que são nos filmes, estamos em um MMORPG e eles não terão vantagens, nem serão mais poderosos, e morrerão em PvP tanto quanto os outros.

Gráficos

Eu realmente gostei dos gráficos de Star Wars the Old Republic, a Bioware usou da mesma formula usada pela Blizzard no World of Warcraft, gráficos com um estilo cartoon, valorizando a arte e os detalhes de cada parte do mundo e de seus personagens, todo é muito característico, todo é muito único. Parece como se estivéssemos frente a um seriado de animação baseado em Star Wars.

Este tipo de gráfico faz com que com o passar dos anos o jogo não pareça tão velho quanto outros, e isso mesmo acontece com o WoW, apesar de todos os anos que o jogo já tem e de seu aspecto gráfico ultrapassado, o aspecto artístico da Blizzard fez com que o jogo esteja bonito e visualmente interessante ate hoje, a Bioware fez a mesma coisa.
E vejam bem, não é a mesma coisa gráfico do que arte, você pode fazer um jogo graficamente revolucionário mas não artisticamente, arte é algo característico do jogo, que da aquela sensação de ser único, aqueles detalhes em cada rocha, em cada montanha, em cada cidade, ou vestimenta de personagem. em termos de MMO eu só vi esse tipo de arte em dois, World of Warcraft e agora Star Wars the Old Republic.

O Mundo

Eu fiquei impressionado com o tamanho dos mapas, até a área inicial é gigante, tão grande que cansa andar de um lugar para o outro, tão grande que no mesmo mapa existem mais de 4 flight points para te levar de uma região para outra, e isso falando da área inicial.

Coruscant, a capital da Republic, é coisa de outro mundo, nunca vi uma cidade tão grande em nenhum outro MMO, mas não foi apenas o tamanho o que me deixou impressionado, o nível de detalhe é enorme, e a cidade é muito viva em todos os sentidos, muitas naves passando por Coruscant, tem parte que tem até transito, é muita coisa acontecendo ao seu redor, nada fica parado, tudo está vivo.

E o mais importante de tudo isso é que não existem loadings, logico que de um planeta para outro sim, mas dentro do mesmo planeta não tem loadings para absolutamente nada. E isso da um nível de imersão, um nível de Massivo, de MMO, absurdo.

PvP

Até onde eu vi, foi pouca coisa, o PvP é muito parecido com o do Warhammer, sem duvida tem o dedo da Mythic no meio, é como foi mostrado por exemplo no vídeo do Huttball, existem as warzones e missões para completar as mesmas, completando as missões ganha rewards, e você também ganha pontos. Não posso falar muito sobre o PvP pois não testei muito, mas é assim como no Warhammer, muito divertido, mais divertido do que no WoW, mas para analisar o PvP é necessário ver o endgame do mesmo, aqueles planetas com áreas para conquistar e tudo mais, mas sabendo que a Mythic está no meio acredito que estamos frente a um grande sistema de pvp.

Conclusão

Infelizmente não da para falar muita coisa, especialmente detalhes sobre sistemas, devido ao acordo de NDA que se faz na hora de testar o jogo e eu sou uma pessoa que respeita muito isso. Por esse motivo também não postei vídeos e nem fotos.

Antes de testar Star Wars the Old Republic eu estava mais com um pé atrás do que na frente, quem me conhece sabe disso, especialmente o Delphos com o qual tive altos papos de longa data sobre o meu grande medo com este jogo que era exatamente o jeito de Bioware focar na narrativa e RPG e desta forma estragar o lado massivo de um MMO. E eu estava esperando duas coisas; ou acabar transformando o jogo no melhor RPG online já visto, ou acabar perdendo um pouco do lado RPG para se tornar MMO. Felizmente eu estava errado em ambas as opções, estamos frente a um grande RPG, do nível de Dragon Age e Mass Effect, e que mesmo tendo toda essa qualidade em termos de RPG não perdeu nada em termos de MMO.

Agora, em termos de MMO, SWTOR é um MMO clássico, que bebe da mesma formula usada desde EverQuest, e não, SWTOR não é um WoW com carcaça de Star Wars. SWTOR tem elementos suficientes para ser único, e esses diferenciais são exatamente características únicas da própria Bioware.

A Bioware soube conciliar o que melhor sabe fazer, RPG, com o lado MMO, criando desta forma um grande MMORPG mais RPG do que nunca, e posso confirmar, Star Wars the Old Republic marca um antes e um depois do RPG dentro dos MMOs. "


Bom, fica ai uma das opniões positivas sobre o que o jogo tem para oferecer em seus beta weekends e quem sabe melhorar ainda mais para o lançamento.

5 comentários:

FOda! ancioso demais!! e essa fotin ai saiu de onde? muito maneira!!

Isso foi um encontro que eu marquei com uns amigos de trabalho.

Mentira, veio do alterswtor memso heehhehe

Evanescence - Anywhere
Era o que eu estava escutando quando estava lendo o post do FullMetal.
Bicho, quase chorei.. é tudo que eu esperava. Meu amigo comentou que a mobilidade seria "dura" mas quando joguei SWG, vi que não tem nada de "duro" na mobilidade.
ainda bem que estou com net de 10 megas agora. Por que o jogo vai ser nada mais nada menos que 27,2GB instalados.

Darlan;"Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades".
E você está dando conta disso brother.
Parabéns!

Boa matéria. Deixa a gente muito empolgado e ansioso para ver o jogo rolando.
Valeu Darlan

Postar um comentário